Início > Linux, Software Livre > Linux Terminal Server Project

Linux Terminal Server Project


Hoje, um estimado amigo me perguntou se eu conhecia o LTSP (Linux Terminal Server Project), como realmente não conhecia, fiz o que qual quer um teria feito, pesquisei no Google!

Enquanto ele montava a estrutura no note dele, li algumas coisas sobre o assunto.

O sistema operacional usado foi o Ubuntu 9.04 (32 bits)

Depois de uma breve discussão de como deveria ficar a rede para o funcionamento da LTSP começaram os trabalhos.

Antes de começar nossos trabalhos:

sudo su

Para não termos problemas.

Agora sim, instala-se o openssh e o servidor LTSP.

aptitude install openssh-server ltsp-server-standalone

Após concluída a instalação, já tem o servidor instalado porém inativo.

Caso você já tenha um servidor DHCP, não precisa configurar outro para acessar ao terminal de serviço, mas deve adicionar essas linhas nele para o funcionamento correto. Escolha uma subnet válida:

authoritative;

subnet 192.168.0.0 netmask 255.255.255.0 {
range 192.168.0.2 192.168.0.22;
option domain-name "exemplo.com";
option domain-name-servers 192.168.0.1;
option broadcast-address 192.168.0.255;
option routers 192.168.0.1;
option subnet-mask 255.255.255.0;
option root-path "opt/ltsp/i386";
if substring( option vendor-class-identifier, 0, 9 ) = "PXEClient" {
filename "/ltsp/i386/pxelinux.0";
} else {
filename "/ltsp/i386/nbi.img";
}
}

Feito isso reinicie seu serviço DHCP.

Nesse momento você deve criar sua imagem para que os clientes tenham acesso:
ltsp-build-client
Nesse momento você deve levantar da sua cadeira e ir almoçar pois demora bastante (40 minutos com um computador razoável e uma internet boa)

Obs.: Caso ocorra algum erro e seja necessário re-gerar essa build, lembre de apagar /opt/ltsp.

Agora atualize as chaves ssh com o comando:
ltsp-update-sshkeys
E atualize o servidor para que ele identifique a nova imagem criada anteriormente.
ltsp-update-image
Feito isso você precisa fazer alterar o arquivo  /etc/default/tftpd-hpa para que inicie o serviço do LTSP, altere a linha para (esse é o pulo do gato):

enable=1

Feito isso, reinicie o servidor e tudo serão flores.

O estimado amigo pediu que fosse preservado seu nome, por tanto vou citar apenas as iniciais: Adriano Neves de Souza.

Reparem também para a concha em cima da mesa. “Inspiração”?!?!

Abração a todos.

  1. Victor Souza
    08/01/2010 às 18:12

    Muito interessante, congratulations! Não conhecia essa tecnologia e o mais legal é ter uma opção open source para a criação de “terminais burros”.

  2. Nathan
    08/01/2010 às 18:55

    Über-nerd, primo!
    Mal lido com minhas desavenças com os SO da Microsoft e os fatais problemas de .DLL e você faz mágica com scripts.

  3. 10/01/2010 às 22:07

    Bom post!
    Para quem está de férias (como eu), serve de inspiração para estudar algumas coisas novas. Porém, EU, ainda estou com preguiça acumulada. rsrsrs

    Já que o autor já citou a concha em cima da mesa, destacarei apenas o note Dell “IBM-Like”. Sou só eu ou mais alguém lembra DE CARA de um IBM quando vê esse note aí?
    Posso garantir que a configuração dele também faz lembrar um IBM, boa demais..

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: